Coin News

Balanço da Curve quebra recorde e CRV enfrenta forte volatilidade

57 min ago3 min readOther
Balanço da Curve quebra recorde e CRV enfrenta forte volatilidade

O crescimento na adoção das finanças descentralizas (DeFi) levou muitos protocolos a enfrentarem forte volatilidade. Por exemplo, o CRV, token de governança da exchange descentralizada Curve, atingiu sua mínima de dois anos e se valorizou 30% em questão de horas.

A princípio, o token caiu 17% e chegou aos US$ 0,40 nesta terça-feira (22). Este valor é a menor cotação do CRV desde o final de 2022. No entanto, horas depois o preço do CRV se valorizou 30% e voltou a operar no terreno positivo. Até a finalização deste texto, um CRV valia US$ 0,53.

Forte volatilidade no preço da CRV.

No entanto, o número de CRVs mantidos em carteiras de exchanges centralizadas aumentou 70% e atingiu um recorde de 148,91 milhões este mês. Somente nas últimas 24 horas esse número cresceu 46%, de acordo com dados rastreados pela Glassnode.

Ou seja, aumentou substancialmente o número de CRVs disponíveis para liquidação. Os investidores normalmente transferem moedas de suas carteiras para bolsas quando pretendem vender suas posições. Isso significa que o preço pode entrar em correção a partir de agora.

Número de CRV em exchanges (linha azul) dispara. Fonte: Glassnode.

Problemas em DeFi

Os desenvolvimentos no preço do CRV são notáveis, já que a Curve é a maior fonte de liquidez no mercado de DeFi. A exchange opera exclusivamente com stablecoins e os investidores recorrem a ela quando precisam de fundos para uso imediato.

Isso significa que qualquer problema na Curve pode ter implicações de mercado mais amplas nesse mercado.

O saldo de CRV disparou, conforme mostra o gráfico da Glassnode citado acima. Isso ocorreu meio a relatos de uma baleia transferindo grande quantidade de tokens emprestados. O objetivo desse investidor seria liquidar os tokens.

De acordo com vários pesquisadores baseados no Twitter, a baleia recentemente pegou emprestados cerca de 20 milhões de CRV no protocolo Aave e transferiu metade disso para a OKEx. Os dados da Glassnode mostram que o saldo de CRV mantido na OKEx aumentou em 11,3 milhões este mês.

A última edição do boletim Curve referiu-se à atividade das baleias como um “grande short”. Ou seja, uma aposta na queda do preço do CRV.

O que esperar do futuro?

As perspectivas de curto prazo da CRV parecem sombrias, pois o aumento de CRV nas exchanges é acompanhado por uma falta de incentivo para manter o token. Além disso, a crise do mercado levou os investidores a reduzirem seu interesse de fornecer liquidez na Curve.

“A Curve inicialmente se beneficiou do colapso da FTX, mas a falta de engajamento do usuário agora tende a prejudicar a exchange no curto prazo”, disse Markus Thielen, chefe de pesquisa e estratégia da Matrixport. “Há menos interesse dos usuários em fornecer seus tokens em pools de liquidez e até mesmo bloqueá-los em termos de valor total bloqueado”.

A Curve registrou grandes saídas entre 8 e 13 de novembro, quando a FTX quebrou, injetando volatilidade e incerteza nos mercados. O valor total bloqueado (TVL) na Curve caiu para US$ 3,78 bilhões, o menor nível desde fevereiro de 2021.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store