Coin News

Até 50% dos fundos dos usuários da FTX são recuperáveis, estima Messari

1 h ago3 min readOther
Até 50% dos fundos dos usuários da FTX são recuperáveis, estima Messari

O drama dos usuários com fundos presos na exchange de criptomoedas FTX continua, sobretudo depois que a corretora entrou com pedido de recuperação judicial nos EUA no dia 11 de novembro. No entanto, o cenário pode ser menos pior do que se imagina.

De acordo com cálculos de um analista de pesquisa da empresa de análise de dados on-chain Messari, até 50% do patrimônio dos usuários da FTX pode ser recuperável. O analista Kunal Goel disse que usou dados de “balanço aproximado” do Financial Times para fazer o cálculo:

We recently got a look at FTX's "Balance" Sheet through the FT piece.Per my calculation all is not lost, and depositors may yet get back 40-50% of their assets — Kunal Goel (@kunalgoel) November 15, 2022

“Recentemente, demos uma olhada no ‘balanço’ da FTX a partir dos dados do FT [Financial Times]. Pelo meu cálculo, nem tudo está perdido. Os depositantes ainda podem recuperar 40-50% de seus ativos”, tuitou o analista.

‘Falência’ da FTX e fundos dos clientes

Conforme destacou Goel, os ativos líquidos da FTX estão em US$ 622 milhões e os “ativos menos líquidos” em US$ 616 milhões. Enquanto isso, os passivos consistem em depósitos de clientes no valor de cerca de US$ 8,4 bilhões.

E, embora a entidade que detém o patrimônio da RobinHood não esteja listada nos pedidos de falência, ele atribui uma probabilidade de 50% de que essa entidade seja adicionada à lista e que as ações da RobinHood sejam liquidadas.

Por outro lado, analisando os ativos menos líquidos, Goel destacou que o “quadro é infeliz”. Isso porque, segundo ele, é improvável que algo seja recuperado das participações significativas em tokens FTT e SRM. Além disso, ele ressaltou que o suposto hack da carteira da exchange foi outro golpe de US$ 477 milhões.

Apesar de o panorama apresentado por Goel não ser tão assustador, há quem diga que o processo de falência da FTX levará anos para ser concluído. De acordo com o ex-funcionário da Blockchain.com que se identifica apenas como Mandrik, o processo deve se prolongar por um período de seis anos, quando os usuários “terão sorte em recuperar alguns centavos do dólar”, segundo ele. Além disso, vale destacar que estima-se que a FTX tenha mais de um milhão de credores, conforme noticiou o CriptoFácil.

O que diz Sam Bankman-Fried (SBF)?

Em meio a tudo isso, o fundador e ex-CEO da FTX, Sam Bankman-Fried (SBF), foi ao Twitter dizer que seu único objetivo é atender bem os clientes:

“Estou contribuindo com o que posso para isso. Estou me reunindo pessoalmente com os reguladores e trabalhando com as equipes para fazer o que pudermos pelos clientes. E depois disso, investidores. Mas primeiro, clientes”, tuitou ele na última terça-feira (15).

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store