Coin News

Apple cobra 30% de comissão de empresas de NFTs e afasta Apps

26 Sep, 20223 min readNFT
Apple cobra 30% de comissão de empresas de NFTs e afasta Apps

A Apple está cobrando uma comissão de até 30% por compras realizadas em aplicativos de NFTs, fato que tem afastado as empresas do IOs, mesmo com algumas pagando menos taxas.

Isso porque, as regras para aplicativos venderem seus produtos, digitais ou não, podem ser rígidas com as empresas.

Com o mercado de colecionáveis digitais em queda, pagar uma comissão de 30% apenas por realizar uma negociação via aplicativo se torna insustentável para clientes e empresas do setor.

Apple cobra 30% de comissão de empresas de NFTs e afasta marketplace da Solana

Considerada uma das maiores marcas de inovação e tecnologia do mundo, a Apple é rígida com sua loja de aplicativos para dispositivos móveis.

Há alguns anos, os aplicativos de criptomoedas tinham problemas para serem listados, o que dava dor de cabeça aos empresários do setor. Um dos problemas levou um senador dos EUA a questionar os falsos aplicativos nas lojas da Apple recentemente, que causaram prejuízos a investidores.

Mas ao The Information, o empresário Sidney Zhang, CEO da plataforma de NFTs Magic Eden, disse que nunca tentou vender nada pelo seu aplicativo pela loja da Apple, visto que a comissão pode chegar até a 30% das transações. Essa é uma das principais plataformas da rede Solana a negociar os colecionáveis registrados em blockchain.

Uma negociação de NFT média pode custar no máximo 2% de taxas, ou seja, vender pela Apple se tornaria insustentável para qualquer empresa do setor, principalmente com a baixa no interesse pelos itens no mercado atual.

Negociações não podem ser com criptomoedas

Os problemas para vender NFTs nas lojas de aplicativos da Apple vão ainda mais longe para empresários do setor do que apenas as altas comissões cobradas sobre as negociações.

Isso porque, para negociar um ativo digital colecionável pela loja da Apple, os clientes devem pagar pelos itens apenas em Dólar ou outra moeda fiduciária. Ou seja, criptomoedas não são meios de pagamentos aceitos pela marca, um problema para um mercado ligado a essa tecnologia financeira.

Como o pagamento é feito apenas em moeda fiduciária, o empresário dono da Magic Eden ainda disse que teria de especificar os preços dos NFTs em relação às moedas dos países, o que se torna ainda mais impraticável, visto que há uma volatilidade na cotação dos ativos.

Dessa forma, é como se a Apple estivesse “banindo” as plataformas de NFTs com suas políticas extremamente ruins, desabafou o CEO da Rarible, Alexei Falin, que disse que a App Store é um local tóxico para empresas do setor.

Assim, aplicativos de NFTs na loja da Apple apenas mostram os itens disponíveis sem permitir suas negociações, como se fossem apenas vitrines.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store