Coin News

Andrew Tate: quem é o influencer financeiro que se promove com polêmicas e tem 12 bilhões de views no TikTok

1 Sep, 20225 min readBitcoin
Andrew Tate: quem é o influencer financeiro que se promove com polêmicas e tem 12 bilhões de views no TikTok

O filão de gurus financeiros que vendem cursos sobre como ficar rico e que ostentam uma vida de luxo como propaganda parecia um tanto esgotado, mas um recente fenômeno global mostrou que os limites ainda estão longe de serem atingidos.

O influencer financeiro britânico Andrew Tate já teve 12 bilhões de visualizações em vídeos tageados com seu nome na rede social TikTok – da qual foi expulso na última semana – e se tornou um termo mais buscado no Google do que celebridades como Kim Kardashian, Donald Trump e Kanye West.

Tate se notabilizou por buscar a fama através de comentários misóginos e discurso de ódio. Ele faz questão de explicitar e gerar antagonismo e polêmica, angariando assim uma base de fãs sedentos por controvérsia.

Reportagem do jornal inglês The Guardian mostra que entre os comentários de Tate estão de que mulheres vítimas de estupro “arcam com responsabilidade” pelo crime; que gosta de sair com mulheres de 18 anos para “deixar uma marca”nelas”; que atacaria pelo pescoço uma mulher a quem acusasse de traição; que o homem pode trair, mas que se a mulher fizer isso seria algo “nojento”.

As redes sociais tentaram tomar uma medida: a Meta suspendeu as contas de Facebook e Instagram e o TikTok também retirou seu perfil do ar. Mas a medida não teve o efeito de parar a avalanche, pois a influência de Tate também vem do compartilhamento por seus seguidores.

Como ficar rico segundo Tate

Tudo o “estilo” de Tate é embalado em vídeos exibindo carros de luxo, iates, aviões e a mensagem é que qualquer um pode ter acesso a isso tudo. Basta virar membro da “Hustler’s University”, um curso online que cobra mensalidades de US$ 50 nos EUA e 38 libras no Reino Unido para “ensinar a enriquecer”.

A “Hustler’s University” tem como um de seus pontos principais o pagamento de comissão para quem trouxer mais pessoas para o programa. E para gerar engajamento, Tate recomendava o compartilhamento de suas declarações mais preconceituosas.

“O que você idealmente deseja é uma mistura de 60% a 70% de fãs e 40% a 30% de haters. Você quer discussão, você quer guerra”, afirma o manual enviado aos membros e recrutadores, conforme o The Guardian.

O maior fenômeno global do momento

A estratégia de Tate estava dando mais do que certo até o bloqueio em redes sociais. Seu programa de “enriquecimento” perdeu quase 20 mil assinantes nas últimas semanas, mas mesmo assim tem ainda manteve mais de 100 mil pagantes. Porém, Tate anunciou o fim do seu clube mensal de assinantes. A notícia foi dada pelo jornal The Guardian e o influencer disse que o programa “não tem futuro”.

Não há um detalhamento do motivo do fim, mas o contexto sugere que a situação estava fugindo totalmente do controle. Até o início de 2022, Tate era uma celebridade de internet com milhões de visualizações. Mas foi há poucas semanas atrás que os algoritmos entraram num vórtex e o britânico se tornou o maior fenômeno global da internet, atingindo o patamar dos bilhões.

Mas esse não parece ser o fim definitivo do projeto. Uma publicação na comunidade do “Hustler’s” avisa ao membros que em breve algo muito empolgante irá ser apresentado.

Para quem tem curiosidade de saber o que os assinantes do clube recebiam de conteúdo, o canal Coffezilla fez o trabalho sujo. Stephen Findeisen, criador do programa que se dedica a revelar fraudes – muitas envolvendo criptomoedas – , assinou por um mês a escola de Andrew Tate.

Segundo ele, o curso é basicamente um servidor de Discord no qual outras pessoas (os “professores”) ensinam noções básicas de copywriting e alguns trabalhos que podem ser feitos pela internet, como serviços para a Amazon.

Quem é Andrew Tate

Andrew Tate tem 35 anos e começou sua vida adulta como lutador profissional de kickboxing, esporte no qual se destacou e ganhou títulos mundiais.

Sua fama para além das artes marciais começou em 2016, quando participou da edição britânica do Big Brother. Ele foi expulso do prgrama com o surgimento de um vídeo no qual ele batia em uma mulher com um cinto. Tanto ele quando a mulher afirmam que o vídeo era de uma relação sexual consentida.

Já em 2017 ele começou a chamar mais atenção ao usar o perfil no Twitter para fazer comentários machistas e racistas. Foi nessa época que também disse que “depressão não existe”, o que gerou mais polêmica.

Como não poderia deixar de ser, Tate já falou sobre Bitcoin. Em uma participação no podcast e Anthony Pompliano que o dinheiro fiat “é lixo” e que “cripto é incrível pata um monte de coisas”. Confira:

Andrew Tate no Brasil

No Brasil o fenômeno Andrew Tate passou desapercebido até bem pouco tempo. Mas no meio do mês de agosto começou uma explosão de buscas no Google pelo seu nome e a tendência ainda é de alta, como mostra o gráfico abaixo:

Um canal no TikTok chamado AndrewTateBrazil se dedica a pegar “cortes” famosos do influencer e colocar legendas em português. Mas o alcance ainda é tímido perto do que se vê nos EUA e Reino Unido: o canal tem 2711 seguidores e 28,8 mil curtidas.

O vídeo mais popular com legendas em português tem 57 mil visualizações e consiste em Tate aconselhando a quem não for milionário não cozinhar, pois o tempo gasto preparando a refeição pode ser usado em atividades que dão retorno financeiro (o exemplo que ele dá é ser pago para treinar kickboxing).

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store