Coin News

Analistas enxergam “Maio sombrio” e projetam novas quedas no preço do bitcoin

4 d ago5 min readBitcoin
Analistas enxergam “Maio sombrio” e projetam novas quedas no preço do bitcoin

O preço do bitcoin ainda não atingiu o fundo do poço. Pelo menos essa é a conclusão que os analistas do Huobi Research Institute, a divisão de pesquisas da corretora de criptomoedas Huobi, chegaram em um relatório publicado nrecentemente.

No texto intitulado “Is Another Black May Coming” — ou “Outro Maio Sombrio Está Chegando?”, em tradução literal —, os pesquisadores Barry Jiang e Hanson Chan alegam que, quando o assunto é bitcoin (BTC), “o fundo do mercado ainda está por vir e investidores de valor devem esperar para comprar”.

A lógica da Huobi vem do argumento de que o fundo de mercado para o bitcoin pode ser determinado ao analisar sua porcentagem de lucro/prejuízo líquido não realizado (ou NUPL, na sigla em inglês), que é a diferença entre a capitalização de mercado do bitcoin e sua capitalização realizada, dividida por sua capitalização de mercado.

A capitalização realizada do bitcoin representa o valor realizado de todas as moedas na rede com base no preço em que cada transação não gasta (ou UTXO) foi movida pela última vez. Capitalizações não realizadas não consideram moedas perdidas ou inativas.

O NUPL possui cinco classificações diferentes: euforia/ganância, crença/negação, otimismo/ansiedade, esperança/medo e capitulação.

A fase de capitulação é quando o preço está em seu menor nível, ou seja, é o melhor momento para compradores, seguindo essa lógica. Com base no gráfico do NUPL, o ativo está na classificação de “medo” e, provavelmente, ainda não atingiu o preço de fundo para o ciclo atual.

Conforme explicado pela plataforma de análise de dados em blockchain CryptoQuant, em sua avaliação do NUPL do Bitcoin: “Investidores estão na fase de Medo, com lucros não realizados um pouco acima dos prejuízos”.

Estimativa de preço

Jiang, da Huobi, contou ao Decrypt via e-mail que sua estimativa para o fundo do bitcoin é entre US$ 20 mil e US$ 25 mil. Yuga Hasegawa, analista de mercado da corretora cripto japonesa Bitbank, tem uma previsão menos otimista.

“Das duas fases anteriores de capitulação, podemos ver que o preço caiu de cerca de 40-50% após o NUPL ficar laranja [para Esperança/Medo]. Então, se o padrão se replicar, o atual preço do bitcoin pode cair para cerca de US$ 15 mil. Isso está alinhado à minha análise técnica publicada na segunda-feira (9) (apesar de meu preço-alvo ser um pouco menor: US$ 12,2 mil)”, contou Hasegawa ao Decrypt via e-mail.

Esta semana, o bitcoin caiu abaixo dos US$ 30 mil e, neste momento, está sendo negociado a US$ 28,5 mil.

Benjamin Cowen, analista cripto e CEO da plataforma de análise quantitativa de mercado Into the Cryptoverse, contou ao Decrypt que, com base em inúmeras métricas diferentes, “ainda pode haver mais quedas” no atual mercado.

“O atual [retorno sobre investimento] de um ano mostra que pode haver mais quedas”, afirmou Cowen, referindo-se a um gráfico com dados da empresa de análises CoinMetrics, acrescentando que o número de holders de bitcoin a longo prazo (que alocaram na criptomoeda há mais de seis meses) também se estagnou há alguns meses.

O interesse público em criptomoedas também parece estar em queda por enquanto, segundo dados do site de análise de redes sociais Social Blade, que mostram que os principais canais cripto no YouTube estão perdendo espectadores.

Inutilidade

Mas independente da opinião de investidores de varejo sobre criptomoedas, alguns analistas acreditam que métricas em blockchain, como NUPL, não são úteis na atual conjuntura.

“Sendo sincero, acho métricas em blockchain bem inúteis no atual mercado, pois o bitcoin está claramente bem ligado ao mercado de ações durante esse terrível mercado”, disse Bendik Norheim Schei, líder de pesquisas na Arcane Research, ao Decrypt via e-mail.

“A correlação com o [índice] Nasdaq atingiu um recorde e investidores estão colocando o bitcoin no mesmo carrinho que as arriscadas ações de tecnologia”, acrescentou Schei.

Então como investidores podem determinar onde o preço do bitcoin pode ir nas próximas semanas e meses?

“O mercado de ações é o principal indicador do bitcoin agora”, afirmou Schei. “O atual nível de US$ 30 mil que está sendo testado esta semana foi um nível de suporte bastante forte em 2021 e está se mantendo, mas eu não colocaria o meu dinheiro nele se o mercado de ações continuar caindo”, explicou.

Lil Read, analista sênior do GlobalData, compartilhou uma opinião parecida, mas também argumentou que criptomoedas não estão funcionando como uma proteção contra a inflação.

“Muitos investidores cripto veem o fato de que [criptomoedas] não estão ligadas ao valor de ativos tradicionais, como o ouro, às ações de uma empresa, ou a moedas fiduciárias, como intrínsecas à atração e à proposta de valor das criptomoedas”, disse ela ao Decrypt via e-mail.

“Alguns ‘touros’ de cripto até olharam para criptomoedas como um ativo de proteção contra a inflação, mas isso claramente não está funcionando — a realidade é que, nas últimas semanas, criptomoedas seguiram as amplas tendências de mercado.”

Read citou a recente decisão do Federal Reserve dos EUA em aumentar as taxas de juros como o principal gatilho para a queda, acrescentando que “em um ambiente de crescente taxas de juros, investidores geralmente se tornam avessos ao risco”.

Na opinião dela, “as dinâmicas de precificação em cripto provavelmente vão refletir as as amplas tendências de mercado até vermos um novo nível de estabilidade — que poderá levar alguns meses ou até anos”.

*Traduzido por Daniela Pereira do Nascimento com autorização do Decrypt.co.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store