Coin News

Analistas dos Deutsche Bank afirmam que a queda livre das criptomoedas continuará

4 Jul, 20222 min readOther
Analistas dos Deutsche Bank afirmam que a queda livre das criptomoedas continuará

Os investidores de criptomoedas têm enfrentado meses brutais à medida que os temores de uma recessão aumentam. O preço do Bitcoin (BTC), por exemplo, tem sentido o impacto e caiu de US$ 45 mil no início de abril para níveis abaixo de US$ 18 mil em junho.

Enquanto isso, analistas do Deutsche Bank acreditam que as criptomoedas devem causar mais dor nos investidores. De acordo com o banco, o “banho de sangue” no setor deve continuar.

Isso, segundo o relatório, deve ocorrer devido à complexidade do sistema que envolve o mercado cripto. Eles destacaram sobretudo o colapso do ecossistema Terra (LUNA) e a derrocada da Celsius.

Conforme observaram os analistas, diante disso, estabilizar os preços dos tokens será um desafio. Isso porque “não há modelos de avaliação comuns como os do sistema de capital público”, disseram.

Além disso, o mercado cripto é altamente fragmentado, segundo o relatório. Com base nisso, os estrategistas disseram que as negociações especulativas vão envolver o uso de diferentes moedas de forma simultânea. Isso, por outro lado, aumenta os efeitos da catástrofe.

Os analistas acreditam que a liquidez que existe atualmente nos mercados pode desaparecer, “diminuindo a confiança dos investidores e aumentando a possibilidade de contágio”.

As condições macroeconômicas desfavoráveis ​​em todo o mundo também são uma séria preocupação para os investidores.

Bitcoin vai recuperar

De acordo com o Deutsche Bank, ativos de risco, como as criptomoedas, são gravemente afetados pelas práticas de aperto dos EUA.

“Esses riscos macro são exacerbados pela possibilidade de uma recessão nos EUA no próximo ano”, destacam.

Michael Burry, o investidor que ficou famoso pelo filme The Big Short, também compartilhou uma perspectiva de baixa. O gerente do fundo de hedge acredita que o mercado está, no momento, no ponto médio de uma gigantesca correção.

Embora os analistas do banco esperem que o colapso das criptomoedas continue, nem tudo é desgraça e tristeza. Eles observam que o mercado cripto se moveu em conjunto com o S&P 500 e com a Nasdaq desde o final do ano passado. Assim, uma maré de alta irá levantar todo mundo.

O banco acredita que o S&P irá se recuperar para os níveis de janeiro. E, assim como os mercados tradicionais, as criptomoedas podem subir mais de 31% quando o mercado voltar a aquecer.

“Isso faria com que o Bitcoin voltasse com segurança acima da região de US$ 28.000 até o final do ano”, concluíram.

Source

Subscribe to get our top stories

Coin News
App StoreApp Store