Coin News

Acordo FTX-Voyager: clientes poderão recuperar 72% de seu saldo na Voyager

21 Oct, 20223 min readOther
Acordo FTX-Voyager: clientes poderão recuperar 72% de seu saldo na Voyager

A plataforma de empréstimos de criptomoedas Voyager Digital recebeu na quarta-feira (19) a aprovação inicial do tribunal para vender seus ativos para a exchange FTX. O total, conforme adiantou o CriptoFácil, é de US$ 1,42 bilhão, ou cerca de R$ 7,3 bilhões em valores atuais.

Com a autorização dada pelo tribunal, o último passo é a aprovação da venda pelos credores, já que o dinheiro da operação irá para o pagamento dos fundos presos na Voyager. Se os clientes aprovarem a compra, poderão recuperar 72% das criptomoedas que possuíam antes do pedido de falência.

De acordo com documentos judiciais, os titulares de contas da Voyager ou os credores primários têm o equivalente a US$ 1,76 bilhão em ativos para receber. Essas partes possuem prioridade no pagamento das eventuais dívidas contraídas pela empresa.

Operação confirmada

A Voyager Digital em 19 de outubro recebeu a aprovação inicial do Tribunal de Falências do Distrito Sul de Nova York para vender seus ativos à FTX por US$ 1,42 bilhão. A autorização permite que a Voyager avance e obtenha votos dos credores sobre a proposta.

O juiz de falências Michael Wiles afirmou que aprovaria o contrato de venda e os materiais de solicitação de credor. No entanto, determinou que a Voyager deveria manter opções abertas para ofertas maiores e melhores.

Além disso, a venda dos ativos não será concluída até que os credores aprovem a proposta de venda à FTX.

A FTX ganhou um leilão no mês passado para adquirir ativos da Voyager Digital, superando a Binance na disputa. Se a venda for aprovada pelos credores, suas contas passariam a ser de responsabilidade da FTX, que faria o ressarcimento dos fundos perdidos.

Portanto, a operação permitiria que os clientes recuperassem 72% das criptomoedas bloqueadas desde o início da falência da plataforma. No entanto, o valor desses criptoativos diminuiu desde o pedido de falência com base no Chapter 11. Logo, o valor a receber pode ser menor.

Provavelmente, o juiz levou em conta o valor abaixo do total das dívidas da Voyager como razão para determinar que a exchange se mantivesse aberta a procurar melhores ofertas. Agora, os credores deverão votar se aceitam ou não o acordo até 29 de novembro.

Depois, a aprovação final deve ocorrer em uma audiência em dezembro. Enquanto isso, a Voyager ainda busca recuperar seu dinheiro com o Three Arrows Capital, fundo de criptomoedas que também declarou falência.

Reguladores do Texas investigam FTX

Os reguladores do Texas, bem como o Departamento de Bancos do Texas, se opuseram à venda dos ativos da Voyager para a FTX US. Ambos os órgãos estão investigando a exchange por supostamente oferecer títulos não registrados a residentes nos Estados Unidos.

Eles acreditam que as contas da FTX são semelhantes às contas de depósito com rendimento da Voyager Digital. Por oferecer juros, o produto não poderia estar disponível para clientes dos EUA sem autorização dos reguladores.

Enquanto isso, a FTX transferiu 50 mil ETH no valor de quase US$ 65 milhões para a carteira principal da Voyager Digital. No entanto, não está claro se a transferência está relacionada a algum pagamento do acordo.

  • Leia também: Brasil recebeu R$ 750 bilhões em criptomoedas e lidera ranking da América Latina em 2022
  • Source

    Subscribe to get our top stories

    Coin News
    App StoreApp Store